Após o anúncio de que as equipes da Premier League poderão vender o espaço das mangas nos uniformes a partir da próxima temporada, os clubes têm se mexido para encontrar patrocinadores e assim gerar mais receita. O Manchester City foi o primeiro a anunciar uma nova parceria.

Mas não parece ser o caso do Arsenal, que, segundo a agência de notícias Bloomberg, não irá comercializar o espaço para patrocinadores. Isso porque a Emirates, atual detentora do patrocínio master, possui uma cláusula no contrato com a equipe do norte de Londres proibindo-a de vender o espaço à outra empresa até o fim do contrato, em julho de 2019.

Ainda não há novidades sobre as outras equipes, mas o que se sabe é que a possibilidade de estampar mais uma patrocinadora animou os dirigentes, já que a liberação do espaço que até esta temporada apresenta o logo da Premier League, significará uma importante receita para os clubes ingleses, que já estão entre os mais ricos do mundo.

Manga da camisa do Arsenal não deve ter nova marca devido à contrato com a Emirates

►Compre camisas do Arsenal na Fut Fanatics

O que acham da venda de patrocínios para as mangas nos uniformes da Premier League?